Open Call – Apresentação trabalhos

Jean-François Chougnet

No Open Call do Fuso 2018 recebemos 179 vídeos (válidos).  Apresentamos 24 vídeos, de 28 artistas  diferentes. A amplitude das propostas – que obviamente dificulta a escolha – demonstra a força da criação da videoarte em Portugal nas várias gerações: aqui estão artistas nascidos no final dos anos 70 até ao final dos anos 90. Também selecionamos artistas em momentos distintos de carreira (já estabelecidos, em meio de carreira e iniciantes) com uma crescente internacionalização, num duplo movimento de artistas que vivem e trabalham em países europeus e artistas que produzem em Portugal.

Ao lançar o Open Call, levantamos a hipótese de que o conteúdo social está cada vez mais presente na arte em Portugal, após longos anos de um certo formalismo “puro”. Esta expectativa, se não se impõe a todos os trabalhos propostos, está presente em muitos deles. Também estão presentes temas que demoraram a surgir no contexto português, tais como a questão pós-colonial e o drama das migrações mediterrânicas.

Artistas frequentemente exploram interação entre corpo e poder. Eles misturam fotografia, performance e vídeo, provocando uma distância entre imagens (muitas vezes abstratas ou derivadas da natureza) e as palavras do discurso político. São influenciados por novas formas de contar histórias, como as das séries de televisão.  Desenvolvem um discurso crítico à sociedade de hoje, à proliferação das imagens e das redes sociais. As mensagens que transmitem com as suas obras falam da memória, da identidade, da importância da defesa dos direitos humanos, da violência, do absurdo do trabalho, de um estado de desorientação e de insatisfação permanente.

As obras apresentam-se como animações, performances para a câmera, uso cru da técnica e curta metragens com atores e argumentos narrativos. Uma câmera que pode ser subjetiva ou objetiva. Sobretudo, num tempo de imagens efémeras e impalpáveis, torna-se difícil usá-las para deixar marcas duradouras.

Detalhes

Local:MAAT

Sessão I

Horário29 Ago, às 22:00
Duração:56′

Sessão II

Horário29 Ago, às 23:15
Duração:61′

Jean-François Chougnet

França

Em exibição na Sessão I:

Hey

Hey
Hey
Carlos Noronha Feio

Em exibição na Sessão II:

Bildvisningen

Bildvisningen
Bildvisningen - A Visual Essay about Obsolescence
Nuno Braumann

Fasma

Fasma
Fasma
Sofia Arriscado

Laura

Laura
Laura
Tânia Dinis