Agustin Pérez Rubio

Espanha

Nasce em 1972 em Valença, Espanha. Vive e trabalha em Madrid.

Historiador, crítico de arte, professor e curador, Agustin Pérez Rubio comissariou mais de 150 exposições, em museus, centros artísticos e bienais, principalmente na Europa e na América Latina. Atualmente é curador independente, estando envolvido em assuntos relacionados com o pensamento decolonial sobre museus, bem como no aprofundamento da relação com artistas que criam discursos políticos sobre género.

Pérez Rubio foi curador – juntamente com Maria Berios, Lisette Lagnado e Renata Cervetto – da 11ª Bienal de Berlim (2019). Foi curador do Pavilhão do Chile na 58ª Exposição Internacional de Arte – La Biennale di Venezia (2019), e diretor artístico do Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (MALBA) (2014-2018), para o qual desenvolveu um programa sociopolítico dedicado a mulheres artistas latino-americanas. Foi diretor e curador-chefe do Museo de Arte Contemporáneo de Castilla y León (MUSAC), Espanha, (2003-2013), tendo a seu cargo a criação de uma coleção de arte internacional e a execução de uma programação artística de raiz.

Pérez Rubio é membro da direção da Istanbul Biennial e do CIMAM (2017–2022). É professor honorário convidado do Institut für Kunst im Kontext, Universität der Künste Berlin (2019–2020).

Lenguas de Fuego

Contra-narrativas sexodissidentes à ferida colonial
27 Agosto às 22:00